Buscar

SINDICATO AVALIA A RETOMADA GRADUAL DO COMÉRCIO


A flexibilização de segmentos do comércio era aguardada com expectativa pelo setor varejista da Baixada Santista. Com a mudança da região para a fase laranja do Plano São Paulo parte do setor poderá reabrir as portas.

Omar Abdul Assaf, presidente do Sindicato do Comércio Varejista da Baixada Santista (SincomércioBS), entidade que representa a categoria nas nove cidades, explica que houve aumento do desemprego por conta do fechamento de estabelecimentos por conta da quarentena.

"Temos uma expectativa de que 10% das empresas não vão voltar e esse número tende a subir um pouquinho mais porque tem muitas empresas que vão abrir para liquidar, desfazer", afirma Omar. O presidente aponta, também, que pelo menos 10 mil pessoas ficaram desempregadas na região em dois meses.

Por conta da suspensão das atividades comerciais, o presidente estima um prejuízo de, aproximadamente, R$ 1 bilhão ao setor varejista da Baixada Santista durante o período de quarentena. Com a flexibilização, os comerciantes terão condições de passar os pontos e recuperar parte dos custos.

"Com a deflação, houve uma redução. O dólar bateu R$ 6, agora tá na faixa dos R$ 4, isso já é uma coisa boa porque alguns preços começam a voltar e isso ajuda também a população a consumir mais sem ter problemas. A medida que houve essa queda e com a retomada do comércio, a exportação vai ser a grande chave do Brasil", afirma Omar.

Para o presidente, a região também possui condições de avançar para a fase amarela de flexibilização do Plano São Paulo. Segundo Omar, a reabertura deve ser feita de forma que abranja os diferentes segmentos do varejo.

"Não acho justo eu estar aberto e o meu vizinho fechado. Acho que todo mundo tinha que abrir com segurança. Tem que liberar tudo de forma com consciente, mesmo com número menor. Em São Vicente, já diminuiu o movimento na porta do shopping. As pessoas estão ansiosas, mas não tinha tanta gente. Toda abertura tem aquele movimento de um dia, dois, mas depois volta ao normal", finaliza.

Omar afirma que, com a retomada econômica, o comércio da Baixada Santista ganhe força a partir do segundo semestre de 2020. "A retomada está sendo feita de forma segura. Acho que vamos ter um novo comércio e um novo consumidor".


#BaixadaSantista #Flexibilização #SincomércioBS

Endereço: Av. Adhemar de Barros, 1.347

Sala 27 B - CEP 11.430.003

Telefone: (13) 99716-5052

Email: jornaldacidadelitoral@gmail.com

contato Comercial