Buscar

COM NOVA LEGISLAÇÃO, PARTIDO QUE NÃO ALCANÇAR QUOCIENTE ELEITORAL PODE ELEGER VEREADOR

Nas últimas pesquisas eleitorais cerca de 50% dos eleitores da região da Baixada Santista, ainda não tinham definido em quem vão votar para ocupar uma das cadeiras nas Câmaras Municipais das suas cidades. O cargo de vereador ainda gera dúvidas sobre suas atribuições. Os vereadores são responsáveis, entre outras funções, por legislar, realizar a fiscalização financeira e da execução orçamentária do Executivo Municipal, além de julgar as contas apresentadas pelo prefeito. Os vereadores também são responsáveis por discutir, propor, votar sobre os impostos da cidade, a criação e manutenção de bairros, distritos ou ruas, e iniciar processo de impeachment.

A Constituição diz que o número mínimo de vagas nas câmaras legislativas é de 9 para municípios com até 15 mil habitantes e até 55 cadeiras nas cidades com mais de 8 milhões de moradores. Guarujá conta com 17 vagas.

As eleições deste ano apresentam uma mudança no sistema de candidaturas para os vereadores. A principal mudança, introduzida pela Emenda Constitucional nº 97, de 2017, é a proibição de coligações para o cargo.

Apesar da proibição de coligações para esses cargos, a emenda diz que os partidos ainda podem se unir em chapas para disputar os cargos majoritários - prefeito, senador, governador e presidente da República.

Na eleição proporcional (Legislativo), é o partido que recebe as vagas e não o candidato. Com a mudança, a forma de contar a quantidade de vagas que cada partido pode ter direito também sofreu alterações. Agora, quem pleiteia uma vaga nas câmaras municipais terá de disputar a eleição em chapa única dentro do partido.

Antes, os partidos podiam concorrer em uma mesma chapa, o que acabava aumentando o chamado Quociente Partidário (QP) - que determina quantas cadeiras um partido pode ter no Legislativo - e, portanto, a chance de conseguir mais vagas. Isso também aumentava, entre outras possibilidades, a de um eleitor votar no candidato A, mas acabar por eleger o B, de outro partido. Isso explica, em parte, o fato de alguns candidatos com muitos votos não se elegerem e outros, com poucos votos, serem eleitos.

Cálculo das vagas

O sistema proporcional garante um equilíbrio de vagas entre os partidos. A primeira etapa para determinar esse número é fazer o cálculo para descobrir o Quociente Eleitoral (QE) - número de vagas, que cada partido precisa ter para conseguir uma cadeira na Câmara Municipal.

O QE é obtido pela divisão do número de votos válidos apurados (excluindo votos brancos e nulos) pelo número de vagas a preencher no Legislativo. Isso significa que o partido precisa ter essa quantidade mínima de votos para ocupar uma vaga na Câmara.

Já para assumir uma cadeira, o candidato precisa ter pelo menos 10% do quociente eleitoral. Se o partido não tiver um candidato com a quantidade de votos necessária, a vaga é passada para outro partido após novos cálculos.

Depois é a vez de calcular o Quociente Partidário. Esse número é obtido por meio da divisão do número de votos válidos conseguidos pelo partido pelo Quociente eleitoral, excluindo-se as frações. Isso significa, por exemplo, que se o resultado der 4,5, o partido terá direito a quatro vagas.

De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), as vagas não preenchidas com a aplicação do QP e a exigência de votação nominal mínima serão distribuídas entre todos os partidos que participam do pleito, independentemente de terem ou não atingido o QE, mediante observância do cálculo de médias.

A média de cada legenda é determinada pela quantidade de votos válidos a ela atribuída, dividida pelo respectivo QP acrescido de 1. Nesses casos, à agremiação que apresentar a maior média cabe uma das vagas a preencher, desde que tenha candidato que atenda à exigência de votação nominal mínima.

Por fim, depois de repetida a operação, quando não houver mais partidos com candidatos que atendam à exigência de votação nominal mínima, as cadeiras deverão ser distribuídas às legendas que apresentem as maiores médias.



#Guarujá #Eleições2020 #EleiçõesGuarujá #CâmaraGuarujá #VereadoresGuarujá

Posts recentes

Ver tudo

BOLETIM CORONAVÍRUS SANTOS

Santos, 19 de novembro de 2020 – 18h Casos confirmados: 24.422 Suspeitos: 393 Internações: 181 (80 em UTIs) Recuperados: 18.939 (1.271 hospitalares) Óbitos (confirmados): 742 (35 em investigação) Test

BOLETIM CORONAVÍRUS GUARUJÁ

Guarujá, 19 de novembro de 2020, às 18 horas ✅ Confirmados: 9.857 (1.182 em isolamento domiciliar e 21 internados) ✅ Curados: 8.209 ✅ Óbitos: 445 (14 em investigação) ✅ Descartados: 14.096 ✅ Suspeitos

Endereço: Av. Adhemar de Barros, 1.347

Sala 27 B - CEP 11.430.003

Telefone: (13) 99716-5052

Email: jornaldacidadelitoral@gmail.com

contato Comercial