Buscar

Cai pela metade o número de não localizados após tempestades em Guarujá

Após trabalho apurado da Prefeitura, por meio dos agentes comunitários de saúde na identificação das pessoas da região da Barreira, quantidade cai de 34 vítimas iniciais não localizadas para 17

Em entrevista coletiva nesta quarta-feira (11), a Prefeitura de Guarujá anunciou a redução, pela metade, da lista de pessoas ainda desaparecidas no Morro da Barreira do João Guarda. Este foi um dos locais fortemente atingidos pelos deslizamentos causados pelo temporal que se abateu sobre a Cidade na última semana, provocando óbitos não só na Barreira e no Morro da Bela Vista (Macaco Molhado), mas também no Morro do Engenho e na Rodovia Ariovaldo Almeida de Viana (Guarujá-Bertioga). Das 34 pessoas não localizadas divulgadas anteriormente, a Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) chegou a um total de 17 desaparecidas. A queda nos números ocorreu devido a um trabalho minucioso liderado pela Sesau – com apoio da Força-Tarefa e Defesa Civil municipais – através dos agentes comunitários de saúde da rede municipal, a partir do cruzamento com o número de 590 pessoas cadastradas pelo SUS naquela região (Cadastro SUS). Esses profissionais fizeram uma identificação dessas pessoas com vida junto às moradias na Barreira e de familiares daqueles ainda não localizados. “Por residirem e atuarem naquela região, foi possível o cruzamento de dados em uma apuração mais detalhada desses moradores”, explica o secretário adjunto de Saúde, Marcelo César. Segundo ele, um agente comunitário passou pela comunidade atualizando dados semanas antes da tragédia, o que significa dizer que havia dados recentes e fidedignos da realidade local. As informações foram passadas em coletiva de imprensa no Gabinete de Crise montado Teatro Municipal Procópio Ferreira. Os trabalhos de busca às pessoas ainda não localizadas seguem no Morro da Barreira, um dos locais mais afetados pelo temporal. “O término dos nossos trabalhos só ocorrerá quando tivermos certeza absoluta de que todos os desaparecidos foram localizados e identificados”, afirmou o tenente-coronel do Corpo de Bombeiros, Victor de Freitas Carvalho. O coordenador do Gabinete de Crise, secretário municipal de Defesa e Convivência Social de Guarujá, Luiz Cláudio Venâncio Alves, lembra que a lista de não localizados ainda é passível de alterações. “Dos 34 nomes iniciais, 17 foram descartados, ou seja, 17 pessoas encontradas foram encontradas vivas e fora das áreas de buscas”. Telefone para não localizados – Durante a coletiva, foi divulgado o telefone da central do Gabinete de Crise que é o 3387-7016, para informações e denúncias sobre pessoas não localizadas.

Endereço: Av. Adhemar de Barros, 1.347

Sala 27 B - CEP 11.430.003

Telefone: (13) 99716-5052

Email: jornaldacidadelitoral@gmail.com

contato Comercial