top of page
Buscar

BASTIDOR POLÍTICO


“Quero meu dinheiro de volta”: Lojas Americanas vende armário estragado

Para publicar sua denúncia neste espaço, envie e-mail para jornaldacidadelitoral@gmail.com, sempre com documentos que comprovem os fatos.



Acreditando na marca e no nome das Lojas Americanas, a consumidora Edneia Oliveira Santos adquiriu um armário de cozinha Júlia com quatro peças, oito portas e duas gavetas (número do pedido 02-768890954) no dia 22 de setembro de 2020, na americanas.com.

Ao abrir a embalagem para montagem do produto, notou que o armário veio com tábuas quebradas, rachadas e tortas (conforme fotos). Ai começou o tormento da consumidora para ter o direito e usar o produto que adquiriu através do site da Lojas Americanas.

“Não conseguimos falar com ninguém, nenhum atendente. As respostas parecem que são dadas por um computador. Ao invés de trocarem todo o produto, pediram para eu fotografar e enviar as fotos e os números de cada parte estragada”.

Ela segue: “Eles pedem para anexar as fotos das peças estragadas, mas o próprio canal não aceita anexos”.

Revoltada, a consumidora entrou em contato com o Jornal da Cidade Litoral para reclamar do problema. “Pensei que comprando na Americanas estaria livre de problemas, mas estou decepcionada e sem saber o que fazer e se vou ter ou não ter o produto que comprei. Agora, só quero meu dinheiro de volta”. A reclamante confirmou que, em não havendo solução, irá acionar a Americanas no Procon e na Justiça e pediu apoio do JC para iniciar uma campanha contra as Lojas Americanas e a favor dos consumidores em geral. Sua intenção é divulgar em sites, redes sociais, jornais, TVs, e Whatsapp a armadilha que a Lojas Americanas teria armado para ela.

O Jornal da Cidade Litoral, por email, questionou a Americanas.com mas a empresa não respondeu até o fechamento da coluna (quarta feira, 23).

Multa em Santos

Um hipermercado localizado no bairro Campo Grande, em Santos, foi multado em R$10 mil nesta semana pela Seção de Vigilância Sanitária (Sevisa) por, entre outros motivos, expor produtos sem embalagem como bacalhau e panetones, e peixes sem refrigeração, contrariando a legislação vigente e gerando risco alimentar ao consumidor.


Multa em Santos 2

Também foram identificadas inconformidades com as regras de prevenção à covid-19, como falta de uso adequado de máscaras por parte dos funcionários, ausência de aferição de temperatura na entrada da loja e falha na marcação de distanciamento nas filas dos caixas.


Segurança e incêndio

O secretário-interino de Segurança do Estado de São Paulo, coronel Álvaro Batista Camilo, agradeceu à deputada federal Rosana Valle (PSB) pelos recursos da ordem de R$ 5,5 milhões, que serão empregados na aquisição de dois caminhões para os Bombeiros, especializados no combate a incêndios industriais, e uma lancha blindada para a Polícia Militar.


Segurança e incêndio 2

Os caminhões serão utilizados no Porto de Santos e Guarujá, ficando um na margem direita e outro na esquerda. Também poderão ser usados no polo de Cubatão e em ocorrências na nossa região. Estes dois veículos contra incêndios são resultado da articulação da deputada junto aos 70 deputados federais do Estado de São Paulo, que concordaram em destinar estes recursos federais.


Segurança e incêndio 3

Já a lancha blindada, única no Estado de São Paulo, virá de emenda específica de autoria da deputada, no valor de R$ 1,5 milhão em recursos federais. “A lancha vai ajudar a Polícia Militar a combater o tráfico de drogas, de forma a atuar com rapidez nos braços de mar e manguezais”, informou a deputada.


Sabesp Natal

Atendimento presencial – Em decorrência dos feriados de Natal e Ano-Novo, as agências de atendimento presencial da Sabesp – que retomaram as atividades junto à reabertura dos postos Poupatempo de Guarujá, Praia Grande, Santos e São Vicente – terão expediente diferenciado. Na véspera do Natal, quinta-feira, dia 24/12, os clientes serão atendidos meio período, das 9h às 12h. Já na sexta-feira, dia 25/12, e no sábado, dia 26/12, as agências estarão fechadas. E reabrirão normalmente na segunda-feira, dia 28/12, das 9h às 17h.


Sabesp Ano Novo

Já na quinta-feira, véspera do Ano-Novo, dia 31/12, assim como na sexta-feira e sábado, dias 1 e 2 de janeiro, não haverá expediente nas agências, que permanecerão fechadas. Lembrando que o atendimento presencial funciona nos quatro postos mediante agendamento de data e horário, obrigatório para ser atendido, e pode ser feito pelo portal www.poupatempo.sp.gov.br ou aplicativo Poupatempo Digital. Atendimento 24 horas para todas as cidades da Baixada Santista. Central de Atendimento Telefônico Gratuito: 0800 055 0195 ou 195. Agência Virtual no site: www.sabesp.com.br.


9 meses sem IML

A população santista segue sofrendo os danos causados pela falta de um Instituto Médico Legal em funcionamento na cidade. Fechado desde março deste ano por causa dos danos estruturais causados pelas fortes chuvas à época, o IML localizado no bairro do Saboó está totalmente sucateado, com déficit de profissionais, equipamentos obsoletos e sem previsão de reforma.


9 meses sem IML 2

Enquanto o local segue fechado, os moradores de Santos estão tendo que se deslocar até a Praia Grande quando precisam realizar procedimentos como exame de corpo de delito e liberação de corpos, causando ainda mais transtorno às pessoas e sobrecarregando o instituto da cidade vizinha.


9 meses sem IML 3

Ao invés de investir na reforma do prédio atual, que foi cedido ao próprio governo estadual, o Estado quer transferir o instituto para o bairro residencial do Estuário. “Eu (deputado Tenente Coimbra) e o vereador Sergio Santana estamos lutando contra isso. O Governo já soube que a Zona de Loteamento Municipal não permite que o local pretendido receba um Instituto Médico Legal, além disso, não foi feito nenhum estudo de impacto de vizinhança”, pontua Coimbra.


Péssimo exemplo

Clientes da Loja ANACAPRI Guarujá (Shopping La Plage) notaram que o comércio não segue normas sanitárias. Funcionários sem máscara, não mede temperatura na entrada, permite a entrada de clientes sem limitação, mesmo tendo uma pequena placa avisando que só podem permanecer na loja três clientes.


Péssimo exemplo 2

Questionada sobre as infrações sanitárias, a funcionária do caixa informou, com certo desdém, que “Cabe aos clientes terem o bom senso de não entrarem na loja”. Não é o que manda a lei. Com isso, a ANACAPRI Guarujá dá um péssimo exemplo e demonstra o por que é tão difícil conter a pandemia. Falta de preparo total para uma marca que deveria preservar o próprio nome e a saúde de clientes e funcionários.


Comments


bottom of page