Buscar

APENAS REDE PARTICULAR PODERÁ VOLTAR A ENSINO PRESENCIAL EM GUARUJÁ

A retomada será facultativa, mas será exigida pesquisa de opinião junto aos pais de alunos, também. Será necessário um parecer da Vigilância em Saúde com os protocolos sanitários de segurança do Plano São Paulo, do Governo do Estado. A ideia é fazer uma reavaliação do cenário todo mês.


Alunos das escolas estaduais e municipais continuarão em ensino remoto. Um dos fatores, para manter o ensino a distância, foi a pesquisa feita com os pais

O prefeito Válter Suman por meio Decreto Municipal, publicado no dia 9 de setembro, criou nova regulamentação para a retomada de atividades presenciais na rede pública e privada municipal de Guarujá.

Ficou estabelecido que as unidades escolares da Rede Pública Municipal e Estadual seguirão contando com atividades remotas, utilizando os recursos tecnológicos viabilizados pelas respectivas redes e materiais impressos disponibilizados aos alunos. Na rede estadual, o Governo do Estado facultou às prefeituras a decisão referente às unidades estaduais.

O Decreto prevê também sobre o ensino nas unidades particulares. Para a rede particular ficou autorizado a retomar as atividades presenciais seguindo todas as diretrizes do Plano São Paulo. A decisão também abrange as instituições privadas de Ensino Superior e Educação Profissional do Município – dentro das condições previstas no Decreto Estadual n.o 65.140, de 19 de agosto de 2020.

A retomada será facultativa, mas será exigida pesquisa de opinião junto aos pais de alunos, também. Para a liberação, porém, será exigida pesquisa de opinião junto aos pais de alunos, além do laudo da Vigilância em Saúde local, para abalizar essa decisão. A ideia é fazer uma reavaliação mensal.

A tomada de decisão do prefeito para manter a rede pública no ensino remoto levou em conta diversos fatores tais como o alto índice de professores e funcionários pertencentes ao grupo de risco; a atuação dos professores da rede pública em diversas unidades e diferentes municípios; o aumento de circulação de pessoas no transporte público e ainda a pesquisa realizada junto à comunidade escolar municipal sobre a intenção de retorno às aulas presenciais.


Pesquisa com os pais

A pesquisa realizada pela Prefeitura de Guarujá junto a pais e responsáveis pelos alunos matriculados na rede municipal de ensino indicou que, entre 15.720 votantes, 87% opinaram pela não retomada das aulas presencias na rede municipal de ensino, em razão da pandemia do novo coronavírus. Apenas 13% preferem a volta às aulas neste momento.

Responderam à pesquisa pais de alunos e também estudantes com mais de 18 anos. Atualmente, Guarujá possui cerca de 34 mil alunos matriculados na rede municipal, com aproximadamente 1.662 professores.

Entre os educadores da rede municipal, a mesma pesquisa identificou que 92% não querem a retomada das aulas presenciais. O levantamento (on-line e disponibilizado de maneira impressa nas escolas) começou em 27 de agosto e terminou no último dia 5 de setembro.

No questionário, os votantes precisaram informar dados pessoais; a unidade referência; etapa/ano do matriculado e, então, opinar sobre a retomada das aulas presenciais neste ano, além de informar ser portador de alguma doença do grupo de risco da Covid-19.


#EducaçãoGuarujá #RededeensinoGuarujá #Guarujá #PrefeituradeGuarujá #EnsinoRemoto

Endereço: Av. Adhemar de Barros, 1.347

Sala 27 B - CEP 11.430.003

Telefone: (13) 99716-5052

Email: jornaldacidadelitoral@gmail.com

contato Comercial