Buscar

AMAZONENSE SE PREPARA PARA O CARNAVAL 2020


A única escola de samba de Guarujá em atuação nos dias de hoje é a Mocidade Amazonense. A história da tradicional escola de samba de Vicente de Carvalho começou em 1972 e até hoje se mantém firme na competição do carnaval metropolitano, realizado em Santos. Em entrevista exclusiva para a o Jornal da Cidade, o presidente da agremiação, Daniel Tavares, explicou de onde vem a força e apoio para a escola continuar ano a ano em evidência, mesmo sem a Cidade promover desfile de escolas de samba há quatro anos.

“Carnaval não é só folia, mas a construção de um trabalho com responsabilidade que agrega pessoas. A Amazonense ao longo do tempo se estruturou para continuar disputando o carnaval santista, outras escolas de Guarujá também participaram, mas com os tempos difíceis de crises financeiras e dificuldades essas escolas não se mantiveram. A Amazonense para se manter teve que contar com a comunidade forte e líderes de dentro da escola que batalharam por isso”, explica Daniel.

A escola foi duas vezes campeã do carnaval santista. Em 1992 – ainda presidido por Willian Rocha e em 2009, com o presidente Adriano. São 10 anos que a escola busca voltar para a Guarujá com o título e esta é a tarefa do presidente e sua diretoria para 2020. Daniel explica que o enredo e o samba de enredo foram escolhidos e os ensaios já começaram, todas as quintas-feiras, a partir das 20h.

Sobre a falta de carnaval no Guarujá, o presidente da escola explica que entende que hoje os governantes não possuam verba para realização do evento, devido a necessidade de investimento em saúde, educação e segurança, mas diz também que é necessário pensar na cultura.

“O órgão público tem que olhar a cultura com outros olhos, carnaval não é só folia existe muita responsabilidade em cima disto tudo. A cultura emprega, educa, gera renda e dignidade”, diz ele.

A visão de que carnaval é apenas diversão reflete na escola e na captação de verbas. Hoje a escola conta com a subvenção do carnaval de Santos, como não há desfile no Guarujá a verba foi cortada, o presidente explica que a alternativa da escola é contar com a mão de obra dos próprios integrantes, a reciclagem de fantasias anteriores e ainda com apoio de doadores e empresas que ajudam a agremiação. Daniel fez questão de ressaltar a importância da empresa de transporte público City Intermodal, a empresa disponibilizou 12 ônibus para os componentes da escola.

“Pela primeira vez, em 47 anos de Amazonense, os componentes da escola tiveram transporte na porta da quadra para ir ao desfile e para voltar. Essa logística facilitou nosso desfile e ainda conseguimos recolher as fantasias para o reaproveitamento dos materiais” exaltou Tavares.

ESCOLA CONTA A TRAJETÓRIA DO SAMBA EM 2020

Com enredo “Quilombo do Samba... Coisa de Pele” e o samba-enredo de autoria de Ricardo Veneziano, Erasmo Dias, Bira Moreno, Edmilson Eugênio, Enfermeiro Leonardo, Paulão e Marcelo Nascimento, a Amazonense busca um novo título do carnaval regional.

“Todo ano nosso trabalho é focado no título, nossa expectativa nunca é menor que essa. A escola está passando por uma reestruturação e a comunidade está voltando, o que aumenta nossa força” diz ele.

De acordo com o presidente, a escola em 2020 vai voltar à raiz do samba, desde a chegada da cultura africana trazida ao Brasil pelos escravos, passando pela Bahia, Rio de Janeiro até chegar a São Paulo e se misturar a outros ritmos.

O barracão da escola será no mesmo local (Jardim dos Pássaros - Guarujá) e a partir do dia 06 de dezembro os artesãos de Parintins chegam para desenvolver o trabalho em ferragem, escultura e pintura, somados a mão de obra da comunidade e integrantes da escola.

Daniel explica que haverá apresentação das fantasias e, portanto, quem se interessar em desfilar na escola pode buscar os responsáveis pelas alas.

EVENTOS GARANTEM REFORÇO NA VERBA

No dia 8 de dezembro de 2019, às 13h, a escola de samba Mocidade Amazonense promove sua feijoada com roda de samba com o cantor e compositor Toninho Geraes – conhecido pelo público do samba e carnaval.

Segundo Daniel, a realização de eventos na quadra vem reforçar o suporte financeiro para a realização do desfile: “como a Sociedade Esportiva Itapema está fechada aumentou a procura de empresários para a realização de shows na quadra da Amazonense. Lucramos com a locação do espaço e, dependendo do evento, com a venda no bar. Interessados podem procurar a diretoria da escola”.

O presidente garantiu que mesmo o aniversário da escola sendo comemorado no dia 25 de dezembro – Natal, a escola deverá promover sua festa ainda na primeira quinzena de dezembro em data a ser decidida.

Interessados em conhecer a quadra, a programação da escola ou desfilar em 2020, na passarela Drauzio da Cruz - em Santos, podem seguir a fan page da escola: https://www.facebook.com/gresmocidadeamazonense/

Posts recentes

Ver tudo

BOLETIM CORONAVÍRUS SANTOS

Santos, 19 de novembro de 2020 – 18h Casos confirmados: 24.422 Suspeitos: 393 Internações: 181 (80 em UTIs) Recuperados: 18.939 (1.271 hospitalares) Óbitos (confirmados): 742 (35 em investigação) Test

BOLETIM CORONAVÍRUS GUARUJÁ

Guarujá, 19 de novembro de 2020, às 18 horas ✅ Confirmados: 9.857 (1.182 em isolamento domiciliar e 21 internados) ✅ Curados: 8.209 ✅ Óbitos: 445 (14 em investigação) ✅ Descartados: 14.096 ✅ Suspeitos

Endereço: Av. Adhemar de Barros, 1.347

Sala 27 B - CEP 11.430.003

Telefone: (13) 99716-5052

Email: jornaldacidadelitoral@gmail.com

contato Comercial