Buscar

VIRALIZANDO BONS EXEMPLOS E BOAS PRÁTICAS

*VÁLTER SUMAN. MÉDICO, PREFEITO DE GUARUJÁ

“Faça o teu melhor, na condição que você tem, enquanto você não tem condições melhores para fazer melhor ainda”. A frase é do filósofo e um dos principais pensadores contemporâneos brasileiros, Mário Sérgio Cortella, mas se encaixa perfeitamente à realidade do administrador público. A rotina de um servidor – e aqui se encaixam desde os cargos mais humildes na hierarquia até os chefes dos poderes – é revestida de limitações e labirintos impostos pelas exigências da lei, que muitas vezes burocratizam o que parece simples de ser resolvido.

Mas, não é disso que se pretende falar nesse texto, e, sim, de bons exemplos e boas práticas. De sentimento de pertencimento. Responsabilidade social. Atitude. Como as de dois grupos de jovens da cidade, um da Praça Mário Covas, em Morrinhos, outro da Praça 14 Bis, em Vicente de Carvalho.

Falemos primeiro do exemplo de Marcos, Thais, Gabriela e Mikaele, jovens que têm entre 14 e 21 anos e que poderiam gastar seu tempo e energia com qualquer coisa, até mesmo usando as redes sociais para disseminar banalidades ou críticas gratuitas, como fazem muitos.

Porém, eles preferiram agir e, numa madrugada, ao final de uma edição da Festa Junina Itinerante promovida pela Prefeitura de Guarujá, ao se depararem com a grande sujeira deixada pelos frequentadores na Praça Mário Covas, em Morrinhos, promoveram uma faxina geral. Não vociferaram ou questionaram, apenas mostraram o que poderiam fazer pela comunidade onde vivem. Arregaçaram as mangas e agiram, com as próprias mãos.

Coincidência ou não, o fenômeno se repetiu dias depois, na Praça 14 Bis, em Vicente de Carvalho, após mais uma noite da Festa Junina Itinerante. Dessa vez, porém, o grupo de benfeitores ficou anônimo, mas a história viralizou nas redes sociais, a exemplo do que aconteceu com os jovens de Morrinhos.

Tanto no caso da Praça Mário Covas, quanto no da Praça 14 Bis, esses jovens munícipes optaram pela ação em vez da omissão. Fizeram o que podiam naquele momento, com o que tinham à disposição. E fizeram a diferença. Pela nobre atitude, os jovens de Morrinhos acabaram ficando famosos no Facebook e, assim, foi possível prestar-lhes uma homenagem no Gabinete do chefe do Executivo. Não pelo ato em si, mas pelo espírito de coletividade, pelo bom exemplo, no sentido filosófico.

Impossível não lembrar que há cinco anos, na mesma rede social, o bairro de Morrinhos foi personagem do triste episódio que marcou a história de Guarujá e infelizmente virou case quando se trata de mostrar o quão nociva pode ser a disseminação do discurso de ódio no ambiente virtual. Quem não se lembra de Fabiane Maria de Jesus, a dona-de-casa espancada até a morte por ser considerada parecida com outra mulher, apontada, no Facebook, por supostamente sequestrar crianças para rituais de magia negra? Tudo o que não queremos na nossa sociedade.

Felizmente, começamos a ver viralizar bons exemplos de cidadania, consciência ambiental, diálogo e solidariedade, valores que tanto cultivamos e pregamos, com muita frequência, na Cidade. Exemplos como os dados pelos jovens que se doaram em prol do bem comum e zelaram pelo patrimônio público, mesmo sem obrigação de fazê-lo. E que nos faz confiar no início de uma nova era, quem sabe?

Guarujá, eu amo, eu cuido. Faça sua parte, multiplique seu bom exemplo.

E você, já viralizou hoje?

Endereço: Av. Adhemar de Barros, 1.347

Sala 27 B - CEP 11.430.003

Telefone: (13) 99716-5052

Email: jornaldacidadelitoral@gmail.com

contato Comercial