Buscar

GUARUJÁ GARANTE R$150 MILHÕES PARA SOLUCIONAR PROBLEMAS DE ALAGAMENTO


Os alagamentos no bairro do Santo Antônio e região se dão há décadas, mesmo sem chover, basta a maré encher o Rio Santo Amaro, para os canais que cortam o bairro transbordarem. A situação é agravada pelas chuvas e pelo assoreamento do rio. Diante de toda essa realidade, o prefeito Válter Suman priorizou projetos que solucionassem o problema, e a Prefeitura de Guarujá garantiu R$ 77 milhões para serem investidos na macrodrenagem do bairro.

O anúncio foi feito pelo secretário de Planejamento do Município, Darnei Cândido, em entrevista exclusiva ao Jornal da Cidade. Segundo ele, os investimentos são provenientes de dois convênios com o governo federal: “Avançar Cidade” e Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento – Finisa. A contrapartida do Município no primeiro convênio foi de aproximadamente R$ 4 milhões e o segundo sem custos para a municipalidade. A previsão é que a obra seja licitada ainda em 2019.

“A Macrodrenagem do Rio Santo Amaro contempla um estudo hidrológico que analisa a área de bacia e o volume de chuva. Assim como os demais rios de Guarujá, o Santo Amaro sofre com o assoreamento natural, isso serve como um obstáculo natural que impede que água siga seu curso. Neste momento não adianta fazer tubulação maior é muito mais amplo. O projeto contempla um dique em toda a extensão do bairro, a construção de piscinões na cabeceira de três canais, com bombas de vazão e compotas automáticas” resume Darnei.

O secretário também anunciou que outro convênio com a Sabesp, Secretaria de Recursos Hídricos e Departamento de Águas e Energia Elétrica – DAEE, garantirá mais R$3 milhões apenas para o desassoreamento do Rio Santo Amaro.

Rio do Meio – Outra região que sofre com alagamentos sérios há décadas são os bairros que margeiam o Rio do Meio: Las Palmas, Helena Maria, Santa Rosa 1, 2 e 3 e Vila Lygia. Ao contrário do Rio Santo Amaro, o Rio do Meio, mesmo assoreado, não tem os mesmos problemas com a alta da maré, portanto segundo Darnei Cândido, são obras mais simples.

Para o projeto Rio do Meio serão investidos R$75 milhões para o redimensionamento dos canais, aumentar a capacidade de volumes e criação de novas galerias. O recurso é proveniente de um convênio com Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento – Finisa, também sem contrapartida.

O início deste projeto ainda não tem previsão, é necessário ainda passar pela primeira fase: a licitação do projeto executivo. Enquanto o projeto Rio Santo Amaro essa etapa já está finalizada. Darnei lembra que os dois projetos contemplam também reposição asfáltica, calçadas e muretas. “Além das regiões ficarem sem enchentes, elas também serão reurbanizadas” ressalta.

Endereço: Av. Adhemar de Barros, 1.347

Sala 27 B - CEP 11.430.003

Telefone: (13) 99716-5052

Email: jornaldacidadelitoral@gmail.com

contato Comercial