Buscar

PÁGINA 2 BASTIDOR POLÍTICO


Prestigiado

Gostem ou não, o secretário de Defesa Social, Capitão Venâncio, continua prestigiado na administração municipal. Até mesmo nos carnês de IPTU sua secretaria está presente, com viaturas da Guarda Municipal ilustrando a capa dos carnês. Venâncio faz parte do “núcleo duro” (de confiança) da atual gestão.

Importante

Das várias inaugurações e ações realizadas na semana do Dia do Padroeiro, uma das mais importantes para a cidade, e politicamente para o prefeito Suman, foi o convênio assinado com a Caixa Federal, no valor de R$ 214 milhões. Ele atenderá vários bairros da cidade.

Falta de água

Após a falta de água quase generalizada em Guarujá e no Litoral, foi divulgado que a Sabesp está trabalhando já para 2019 um reservatório na Cava da Pedreira (em Guarujá) com capacidade para 3 bilhões de litros de água.

Falta de água 2

Da Região, o prefeito que mais reclamou e defendeu os interesses dos seus moradores foi Válter Suman (PSB) que se reuniu com representantes da Sabesp e autoridades do novo governo do Estado, postou sua indignação na imprensa e redes sociais, cobrando soluções para esse antigo problema.

Não é bem assim

Em material distribuído sobre a Sabesp para a imprensa dá-se a entender que toda essa água poderia atender Guarujá por cerca de dois meses. Entretanto, o reservatório da Cava da Pedreira, que fica em Guarujá, deve ser utilizado pela Sabesp para toda a Região. Portanto, será insuficiente para resolver o abastecimento de água pela Sabesp na Baixada Santista.

Não é bem assim 2

O problema de falta de água seria solucionado em Guarujá se a PMG tivesse o controle da operacionalização da reserva da Cava da Pedreira. A título de exemplo, numa estiagem, a Sabesp (ligada ao PSDB) pode pegar a água desse reservatório, que está em Guarujá, e mandar para Praia Grande, onde o governo é do PSDB. Seria uma utilização política de distribuição, que prejudicaria Guarujá e outros municípios.

Controle da Sabesp

Para retirar a gerência política de distribuição da Sabesp, a solução seria um maior controle da operação através de uma Agência Reguladora Metropolitana, com a participação de todos os municípios interessados. Fica a dica para a nova contratualização entre Sabesp x PMG.

Píer Perequê

O imbróglio envolvendo o Píer do Perequê é de longa data. Está na Justiça (ação popular) por a prefeitura à época ter pago 62% da obra, sendo que apenas 27% dela estaria construída. Um acidente com uma criança no local embaralhou ainda mais o problema. A Teto Engenharia e Construtora está no processo. Recentemente, a atual administração atendeu a recomendação do MP e bloqueou o acesso às obras do local. Aguardemos.

Nome do vice

Apesar do tema incomodar a alguns, a questão do nome do vice de Suman na campanha pela reeleição já circula há algum tempo nos bastidores políticos. Dela constam de secretários a adjuntos, passando por vereadores e suplentes. Entretanto, o prefeito é amigo do atual vice-prefeito (e secretário de Educação e Esportes) Renato Pietropaolo, que segue prestigiado.

No ano que vem

O nome do vice da reeleição de Suman, entretanto, só deve entrar na pauta do Governo no ano que vem. Mas os que almejam o cargo estão trabalhando, e muito, para se viabilizarem. É do jogo. Mas se fosse hoje, Pietropaolo ganharia a parada.

Unaerp

Quando assumiu o Governo, há dois anos, o prefeito Válter Suman (PSB) emitiu vários ofícios de “notificações extrajudiciais”. Entre os destinatários estavam a Translitoral e a Unaerp.

Unaerp 2

Após o envio dos ofícios, a questão da Translitoral, que ficou a cargo do secretário Capitão Venâncio, seguiu em frente e a cidade terá, a partir de fevereiro, uma nova empresa na cidade, a City Transporte. Ponto para o secretário, desde que tudo dê certo.

Unaerp 3

Já o acompanhamento do ofício da Unaerp, do termo de aditamento, de 30 de dezembro de 2014, que deu mais 25 anos para a Unaerp ocupar a área pública, sem licitação, nem publicidade, ficou com a Sedel. Entretanto, a diretora da Unaerp, Priscilla Bonini, teria se comprometido em enviar projeto de contrapartida à PMG para continuar utilizando a área pública sem pagar nem aluguel, nem imposto. Alguém precisa cobrar esse “projeto”.

Unaerp 4

O problema da renovação, sem licitação, do contrato da Unaerp que é da ex-prefeita Antonieta e da ex-secretária de Educação Priscila Bonini (diretora da Unaerp), pela demora da solução, pode cair no colo da atual administração.

Líder dá recado

Líder do Governo na Câmara, o vereador Sérgio Santa Cruz deixou claro para o JDC, a insatisfação da administração com a direção da Unaerp. “A Unaerp pode botar as barbas de molho pois o prefeito está “por aqui” com a falta de sensibilidade social da instituição”.

Hora da decisão

O prefeito Válter Suman (PSB) governa com quatro grupos. No primeiro estão apoiadores desde a eleição para deputado em 2014. No segundo, os que o apoiaram desde antes do primeiro turno na eleição para prefeito. No terceiro, os que apoiaram apenas no segundo turno e, no quarto grupo, os que entraram depois da vitória.

Hora da decisão 2

Como no ano que vem tem eleição, comenta-se, será necessário fazer uma peneira nos grupos. Somente os fortes, politicamente, devem permanecer no governo.

Regionais

A informação sobre a reabertura das Regionais nos bairros agrada a vereadores, assessores e a população, que terá uma referência para fazer suas solicitações no próprio bairro. De quebra, o prefeito cumpriria mais uma promessa de campanha. A Regional de Vicente de Carvalho deve ser uma das primeiras a funcionar.

Asfalto

Se quiser economizar nos contratos com a Terracon e agilizar a operação tapa buracos, a Prefeitura pode reabrir a usina de asfalto frio, que foi fechada no governo anterior após a morte de um trabalhador. A usina atendia principalmente as ruas dos bairros.

Tarifa de ônibus

Com a antecipação do início da operação da nova empresa City Transporte para fevereiro, existe a dúvida se a empresa manterá o valor da passagem nos atuais R$ 3,20 (para a Prefeitura), ou se a Prefeitura irá pagar a diferença (subsídio de R$ 0,80) para o valor de R$ 4,00.

Tarifa de ônibus 2

Como a iniciativa de antecipação teria partido da City Transporte, para ajudar a cidade, a empresa poderia continuar operando com a passagem a R$ 3,20 e não cobrar o subsídio previsto no contrato, pelo menos no início.

Fez o mais difícil

O prefeito Válter Suman (PSB) fez o mais difícil: trocou a empresa de ônibus que estava na cidade há décadas (teve apoio do presidente Edilson Dias e vereadores). Agora, a nova empresa precisa fazer a parte dela e não prejudicar a cidade, oferecendo serviços de qualidade.

Agora é com a City

A City Transporte começa suas atividades no dia 1 de fevereiro. E ficam algumas questões no ar: 1 – O Conselho Municipal de Trânsito foi formado? 2 – A Integração existente está mantida? 3 – A tarifa de R$ 4,00 reais será subsidiada pela PMG desde o início? 4 – As intervenções urbanísticas da malha viária da cidade foram realizadas? ...

#CITYTRANSPORTES #unaerp #transportepúblico #caixafederal #sabesp #faltadeágua #pierpereque #tetoengenharia #ministériopúblico #renatodogama #pietropaolo #contratounaerp #vereadorsérgiosantacruz #líderdogoverno #câmaraguarujá

Endereço: Av. Adhemar de Barros, 1.347

Sala 27 B - CEP 11.430.003

Telefone: (13) 99716-5052

Email: jornaldacidadelitoral@gmail.com

contato Comercial