Buscar

BASTIDOR POLÍTICO

Sandro Masteralli: Neto da Véia?

Presidente do PSDB de Guarujá e suplente de vereador (1.199 votos), Sandro Mastellari é filho do “Malandro” Luiz Américo. Ele ajudou na campanha do governador eleito João Dória. O governador Márcio França teve mais votos na Baixada e seria melhor para a Região, na visão de muitos, por ser de São Vicente. Agora, como disse o próprio França, é “torcer para que João Dória faça um bom governo”. E, se possível, que a promessa da ponte (túnel) vire realidade.

City Transporte

Em indicação, o presidente da Câmara Edilson Dias (PT) solicitou ao prefeito “que determine junto ao setor competente da PMG” que os atuais funcionários da Translitoral tenham “prioridade” na contratação pela nova empresa City Transporte Urbano Intermodal Ltda.

City Transporte 2

A nova empresa está em nome de Roberto Pereira de Abreu e Raar Investimentos Eirelli e terá até seis meses para iniciar sua atuação na cidade. Não se sabe se a Translitoral irá ou não recorrer.

Vitória política

Politicamente, a saída da antiga Viação Guarujá, atual Translitoral, é vista como uma vitória política do prefeito Válter Suman (PSB). Vários outros prefeitos tentaram, e não conseguiram. A atual administração também inaugurou o pronto socorro infantil do Itapema e está iluminando bairros e orla, sem descuidar da zeladoria. Está mostrando trabalho.

No palanque

Ao invés do cumprimento de praxe ao presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) logo após sua vitória, o candidato Fernando Haddad (PT) continuou com o discurso de campanha e já fazendo críticas a um governo que não começou (só cumprimentou no dia seguinte). Isso pode fortalecer o governo Bolsonaro.

Caminho certo

Se o PT quiser ser protagonista na oposição, a partir do ano que vem, deverá adotar uma postura menos raivosa e radical e mais propositiva. A sociedade não admite mais a crítica pela crítica que levou o PT a 16 anos de poder, contando com os dois anos de Temer (MDB) que era vice de Dilma (PT).

Ciro moderado

Melhor que Haddad fez Ciro Gomes (PDT) o terceiro colocado na eleição. Ele cumprimentou e reconheceu a vontade das urnas, desejou boa sorte a Bolsonaro, e deixou claro que o novo presidente terá que “respeitar o conjunto da nação”. Tudo sem apoiar o projeto político do PT na reta final do segundo turno.

Ciro moderado 2

Uma das razões para o apoio de Ciro não ter sido dado ao PT, foi o ex-presidente Lula. Mesmo preso, ele articulou para deixar a candidatura do pedetista isolada, afastando o PSB de uma aliança com ele.

E se der certo?

O risco dos partidos que querem fazer desde já oposição ao governo do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) é o de ele (governo) dar certo, como quer o povo brasileiro.

Bolsonaro e Moro

Até o momento, Bolsonaro tem sido coerente com o que prometeu em campanha. Está indicando nomes técnicos (sem conchavos) para ocupar o seu ministério. Além do economista Paulo Guedes, a estrela será o Juiz Sérgio Moro que aceitou ser ministro da Justiça de Bolsonaro.

Bolsonaro e Moro 2

Moro fez o trabalho que tinha que ser feito em Curitiba. Agora, terá esse novo desafio de “implantar uma forte agenda anticorrupção e anticrime organizado, com respeito à Constituição, a lei e aos direitos”.

Convenhamos...

Se o presidente eleito Bolsonaro estivesse movido pela intenção da corrupção, jamais convidaria o juiz Moro para fazer parte do seu governo. Moro é, até o momento, uma reserva moral dos brasileiros.

Primeira mão

Nosso site www.jornaldacidadelitoral.com.br publicou em primeira mão a intenção do suplente de vereador Luiz Dedé (do Adélia) ser pré-candidato a prefeito.

Vice do Suman?

Na verdade, Dedé é de família tradicional na cidade (Dagmar e Luiz Rogério), apoiou a atual gestão, da qual foi ouvidor e secretário adjunto de Turismo. Nos bastidores, o que se fala é que Dedé seria um bom nome para vice na reeleição de Suman. Será?

Fundo Social

Presidido pela primeira-dama Edna Suman, o Fundo Social distribuiu 8 mil laços rosa da campanha de prevenção ao câncer de mama. Os laços foram confeccionados por voluntárias do FSS. A distribuição aconteceu no terminal de travessia das barcas no Ferry Boat e nos Paços Municipais.

Novo secretário

Marcelo Nicolau assumiu a secretaria de Cultura. Nicolau deve oxigenar a pasta que, desde o início, teve o apoio da atual gestão. Diplomático, ele ouve e pede o apoio de todos. Boa sorte.

Praia do Guaiúba

Acontece neste domingo (4), a Travessia Poliana Okimoto. Betina Lorscheitter, campeã brasileira de maratonas aquáticas deste ano por antecipação, será um dos destaques do evento. Ela irá nadar a prova de 2km às 09:30 horas, no Guaiúba.

Igualdade racial

Durante o mês de novembro, a Secretaria de Relações Sociais, promove e participa de diversas atividades de conscientização pela igualdade racial. O objetivo, segundo a secretária Thaís Margarido, é combater a discriminação racial e debater políticas públicas que promovam a comunidade negra.

Polícia Federal

A prisão do presidente da Codesp José Alex Oliveira e mais seis pessoas movimentou o mundo político no Litoral. Na “operação Tritão”, a PF também cumpriu 20 mandados de busca e apreensão em Guarujá e Santos, além dos municípios de São Paulo, Barueri (lembre-se dessa cidade), Rio de Janeiro, Fortaleza e Brasília.

Repercussões

A operação da Polícia Federal na Codesp pode influenciar para a não nomeação de um político, com mandato, para uma secretaria de Estado no governo de João Dória (PSDB).

Canil Guarujá

Questionado pelo JC sobre as mortes de cães, a Diretoria de Bem-Estar Animal de Guarujá (Diretor Carlos Eduardo Vargas – suplente de vereador) informou que “em reunião realizada nesta quarta-feira (31) no gabinete, todo o Conselho de Proteção e Bem-Estar Animal (Compdevida) – composto por Poder Público e sociedade civil - decidiu de comum acordo que irá prestar os devidos esclarecimentos após a divulgação da ata da reunião, o que deverá acontecer a partir da semana que vem”.

Endereço: Av. Adhemar de Barros, 1.347

Sala 27 B - CEP 11.430.003

Telefone: (13) 99716-5052

Email: jornaldacidadelitoral@gmail.com

contato Comercial